Multicloud: problema ou tendência?

Multicloud: problema ou tendência?

Cloud Computing

Especialista diz que investir em vários serviços de nuvem garante às empresas agilidade e eficiência sem precedentes

A hospedagem tradicional de TI está cedendo cada vez mais espaço para a multicloud, que implica no uso de múltiplos serviços de nuvem. Ou seja, a empresa deixa de depender apenas de um fornecedor de nuvem, onde seus dados e serviços são armazenados e gerenciados, e passa a contar com uma gama maior de fornecedores. Esse é um passo enorme e de relativamente baixo custo para as empresas – que podem contar com uma nuvem para cada especificidade de serviço, com resolução mais rápida de problemas e maior segurança. Embora essa seja uma tendência irrefreável, traz alguns problemas.

Na opinião de Adriano Filadoro, diretor da Online Data Cloud, a capacidade exigida para acompanhar as mudanças tecnológicas tem deixado muito empresário ansioso. Se, por um lado, a multicloud desponta como uma ótima oportunidade de inovar e se destacar nos negócios, por outro lado a infinidade de opções de serviços na nuvem constitui um grande problema para quem não tem na TI seu core business. “O uso de múltiplas nuvens representa maior flexibilidade, inovação e inclusive conformidade regulatória. Trata-se de uma nova era de inovação nos negócios e que tem muito ainda que se desenvolver. Mas é um caminho sem volta, já que a multicloud tem uma habilidade de desbloquear agilidade, eficiência e economia de custos sem precedentes. Apesar dos desafios, o fato de poder utilizar nuvens com tecnologias e características diferentes garante ótimas perspectivas para os próximos anos”.

Tecnologias como inteligência artificial (IA) e machine learning (aprendizado de máquina) são fundamentais para impulsionar níveis cada vez mais altos de automação, eliminando obstáculos significativos à adoção de várias nuvens. “Com o aprimoramento dessas tecnologias, novos dados vão sendo gerados e transformados em informações que faltavam. Isso certamente gera impacto positivo no desempenho da empresa, que passa a ter resultados muito mais próximos do nível de excelência desejado. Apesar de a complexidade ser encarada como um problema por muitos, cada vez mais o custo-benefício da multicloud se prova favorável, garantindo maior fluidez nas operações e maior segurança. Afinal, ainda que haja um problema de qualquer natureza em uma das nuvens, por determinado período, as informações da empresa podem estar a salvo em outros sites”, diz Filadoro.

Na opinião do especialista, uma das principais dúvidas que se impõe às empresas diante do multicloud é quem vai fazer o gerenciamento. “Não se trata de uma tarefa que seja fácil de realizar e simples de gerenciar resultados. É preciso ter planejamento estratégico e estar altamente comprometido com o processo. Sendo assim, normalmente a supervisão desses diferentes recursos e serviços é realizada por empresas especializadas em nuvem – capazes de eleger, com base em necessidades específicas dos clientes, a nuvem adequada para cada aplicabilidade, desenhando um esquema de recursos e nuvens personalizado, organizado, gerenciável e seguro. Somente assim é possível criar serviços de TI de ponta a ponta, dentro de um contexto com maior controle e visibilidade do cenário e de possíveis ameaças”.

Fonte: Adriano Filadoro, diretor da Online Data Cloud – empresa com 25 anos no mercado da tecnologia da informação.

 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto:
Cadastre-se

Para ver este conteúdo, preencha o formulário abaixo:

Fechar
Cadastre-se

Antes de acessar, fale um pouco mais sobre você!

Fechar