Rua Cantagalo, 74 - Tatuapé
(11) 2227-9797
contato@onlinegroup.com.br

IaaS, PaaS e SaaS – Qual a diferença entre esses serviços?

IaaS, PaaS e SaaS – Qual a diferença entre esses serviços?

IaaS, PaaS e SaaS – Qual a diferença entre esses serviços?

 

A Cloud Computing é uma tendência que veio para ficar. A computação em nuvem é a tecnologia do momento, diante das inúmeras vantagens que ela traz para as empresas, oferecendo escalabilidade, agilidade, economia, segurança e alta disponibilidade para os negócios.

As organizações que investem nas soluções de Cloud Computing dão de cara com diversas aplicações que são planejadas de acordo com o modelo de infraestrutura. E os principais modelos desse sistema é a IaaS (Infraestrutura como serviço), PaaS (Plataforma como Serviço) e SaaS (Software como Serviço).

Embora as siglas IaaS, PaaS e SaaS não sejam um termo tão recente no mercado, muitas pessoas ainda não sabem sobre o que se trata. Em alguns casos, algumas delas já chegaram a ver essa sigla em algum lugar, mas não sabem seu real significado ou até mesmo utilizam ela na sua rotina, mas não tem conhecimento disso por não terem contato com os conceitos de Tecnologia da Informação.

 

Se você faz parte desse grupo de pessoas que ainda não sabem muito bem sobre as individualidades desses modelos de serviços, não se preocupe! Hoje vamos mostrar quais são as diferenças entre a IaaS, PaaS e SaaS.

 

IaaS (Infraestrutura como Serviço)

 

A IaaS ou Infraestrutura como Serviço, é um modelo onde a empresa contrata recursos da infraestrutura de TI em cloud computing, geralmente oferecido em Data Centers do fornecedor.

A organização contrata a capacidade de hardware que corresponde à memória, capacidade de armazenamento, poder de processamento e níveis de serviços que são traçados de acordo com a necessidade do negócio.

Nessa modalidade, a empresa não tem nenhum tipo de preocupação com instalação e pagamento de uma infraestrutura, além de não haver investimentos com atualizações e manutenções da mesma.

Na IaaS, a empresa paga somente pelos recursos utilizados que ficam sob total responsabilidade do fornecedor e são totalmente flexíveis. Por exemplo, uma empresa com uma pequena quantidade de tráfego não precisará de uma grande quantidade de armazenamento, mas se caso esse tráfego triplique ela pode solicitar o aumento da memória, se for necessário.

Com todas as particularidades da IaaS, a organização consegue ganhar tempo para realizar suas atividades, otimizar custos e consequentemente, ampliar sua receita.

 

Benefícios do modelo de IaaS:

 

  • Infraestrutura contratada como serviço
  • Ganho de tempo
  • Produtividade
  • Flexibilidade para aumento e diminuição dos recursos
  • Não é necessário fazer instalações
  • Custo variável
  • Escalabilidade

 

Classificações da IaaS

 

  • Nuvem Pública
  • Nuvem Privada
  • Nuvem Híbrida

Saiba mais aqui.

 

PaaS (Plataforma como Serviço)

 

Fica entre o IaaS e o SaaS, uma plataforma mais robusta e flexível. A Plataforma como Serviço é bastante utilizada quando você precisa desenvolver a sua aplicação em nuvem sem se preocupar com infraestrutura, servidores e instalação de softwares. Ou seja, a plataforma como serviço é uma plataforma para que você possa desenvolver sua aplicação de forma rápida e eficiente.

O PaaS pode ser disponibilizado tanto em nuvem pública, quanto em privada. Além disso, ela também oferece a capacidade de automatização de processos.

 

Características do modelo de PaaS:

 

  • Ambiente projetado para desenvolvimento, teste e implementação de aplicações.
  • Escalabilidade
  • Segurança
  • Integração de serviços web e base de dados
  • Acessibilidade
  • Automatização de processos

 

SaaS (Software como Serviço)

 

Também oferecido em Cloud Computing, no SaaS ou Software como Serviço a empresa investe na utilização sob demanda de soluções de um software em forma de serviços ou prestação de serviços, não sendo relacionado a compra de licenças.

Sua praticidade permite que o usuário consiga utilizar o software sem a necessidade de qualquer instalação no computador, permitindo que diversas pessoas possam acessar através da web ou integrado à um aplicativo mobile.

Um ótimo exemplo do SaaS é o Skype da Microsoft. Esse software de comunicação tem diversas formas para as pessoas se comunicarem, desde o envio de mensagens até realizar videoconferências em grupo sem precisar pagar a licença para utilizar, somente é cobrada uma tarifa de acordo com os recursos utilizados. Ou seja: você paga para utilizar o serviço, não o produto.

Com o uso de Softwares como Serviço a empresa consegue fazer um melhor planejamento do seu orçamento, sendo possível contratar os recursos de acordo com as necessidades do seu negócio, como se fosse uma forma de aluguel, onde a empresa pode cancelar quando não precisar mais usar esse serviço.

 

Benefícios do modelo de SaaS:

 

  • Acesso via internet
  • Gerenciamento centralizado
  • Não há necessidade de pagar licença
  • Otimização de custos
  • Utilização sob demanda
  • Pode ser cancelado quando não precisar mais do serviço
  • Pagamento somente pelo serviço, não pelo produto

 

Embora os serviços sejam parecidos e tendo como uma das suas principais características serem oferecidos em Cloud Computing, os três modelos são divergentes, isso é claro.

Como já dito anteriormente, o SaaS é um Software, o PaaS uma plataforma e o IaaS uma Infraestrutura. Entretanto, em ambas as modalidades a empresa que faz a contratação desses serviços consegue usufruir de benefícios similares.

Podemos citar como exemplo o ganho de escalabilidade, otimização de tempo para realizar as atividades diárias da sua empresa, redução de custos com investimentos, flexibilidade para mudar os serviços de acordo com as suas necessidades, entre outras inúmeras vantagens.

Em ambas as partes, esses benefícios são os mesmos. Porém, cada modalidade deve ser utilizada de acordo com o que a empresa precisa.

 

Quais empresas devem usar a IaaS?

 

A Infraestrutura como Serviço é a opção mais recomendada para PMEs (pequenas e médias empresas) que têm um crescimento muito rápido e não conseguem acompanhar essa demanda, pois sua flexibilidade permite aumentar e diminuir a capacidade de armazenamento de acordo com a necessidade da empresa. Ou então lojas virtuais, que têm uma demanda volátil em épocas específicas, como na Black Friday ou final de ano.

 

Quais empresas devem usar o PaaS?

 

Ideal para as empresas que desejam utilizar uma plataforma para desenvolver suas próprias aplicações ou adquiridas por terceiros de forma mais flexível. A plataforma como serviço é voltada especificamente para rodar aplicações, por isso é mais recomendada para esses desenvolvedores.

 

Quais empresas devem usar o SaaS?

 

O Software como Serviço é muito recomendado para pequenas empresas que não podem comprar licenças para um trabalho que não tenha um grande período estipulado, pois tem um orçamento mais restrito.

 

Computação em Nuvem

 

Independente do porte da sua empresa ou modelo de negócios, as soluções de Cloud Computing sempre serão essenciais às suas atividades operacionais. Isso porque as ferramentas de gestão e serviços de armazenamento podem ser contratadas para melhorar as áreas da empresa e oferecer mobilidade aos funcionários para realizar suas funções, que terá a possibilidade de acessar seus recursos em qualquer lugar, bastando apenas estar conectado à internet.

Com isso, a empresa ganhará vantagem competitiva no mercado, otimização de tempo, dinheiro e recursos, potencialização de resultados e aumento da receita.

 

Sua empresa está procurando soluções em nuvem ideais para o seu negócio?

 

A Online Data Cloud é a melhor escolha para você. Especialista em Cloud Computing, atuando há mais de 20 anos no mercado de Tecnologia da Informação com colaboradores expertises na área e todo know-how necessário, a Online Data Cloud oferece tudo o que sua empresa precisa de Hospedagem na Nuvem.

Hospedagem na nuvem

 

 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: