Rua Cantagalo, 74 - Tatuapé
(11) 2227-9797
contato@onlinegroup.com.br

A tendência do crime cibernético

A tendência do crime cibernético

Os crimes cibernéticos estão cada vez mais presentes, você está seguro? Conheça as particularidades de cada um deles e saiba como proteger a sua empresa de ataques maliciosos.

No mundo atual, os avanços tecnológicos nos possibilitam realizar ações do nosso cotidiano de forma muito mais prática, onde fazer transações como pagamentos de conta ou compras, por exemplo, não exigem mais que você tenha que sair do conforto da sua casa para realizar essas operações. Hoje, através da internet, nós conseguimos fazer essas operações de maneira rápida e eficaz.

Mas com o grande acesso ao mundo online onde nós realizamos transações que, na maioria das vezes, fornecemos dados sigilosos, surgiram também os crimes cibernéticos – onde fizeram do mundo virtual “a terra sem lei”.

 

O crime cibernético

 

O crime cibernético tem se tornado cada vez mais comum tanto em território nacional, quanto em países estrangeiros. Esse tipo de crime utiliza da mesma metodologia dos crimes que já conhecemos, digamos que, no “mundo real”.

Sua principal diferença é caracterizada por ser um crime virtual – ou seja, eles utilizam o meio da informática para cometer suas infrações. Esses criminosos utilizam o ambiente virtual, pois o risco de identificação deles é mínima, além de que eles acreditam que a punição é muito inferior ao dano causado ou até mesmo nula.

A tendência do crime cibernético

Tipos de ataque

 

O cibercrime envolve uma grande variedade de ataques, por isso é extremamente importante ter conhecimento sobre as particularidades de cada um deles para saber quais atitudes devem ser tomadas em caso de ataques.

Os ataques mais comuns são feitos através de phishing, spam e malwares (softwares maliciosos que são instalados sem permissão). Por isso, confira agora as características de cada um deles:

 

PHISHING

O phishing, como o próprio nome já sugere (de “pescaria”), é utilizado pelos criminosos com a intenção de pescar informações pessoais, como número de contas bancárias, senhas de cartões e documentos, por exemplo. Eles infectam o usuário por meio de mensagens ou websites falsos.

 

SPAM

Muito conhecido pelos usuários, o spam é espalhado por links maliciosos enviados através de mensagens eletrônicas – geralmente em propagandas – sem a permissão dele. Usualmente, ele é enviado simultaneamente para um grande número de pessoas. Tem como finalidade captar informações de terceiros, assim como o phishing.

 

MALWARES

São softwares maliciosos que são instalados sem o consentimento do usuário infectado. Hoje, existem vários tipos de malwares como vírus, cavalo de troia, spyware, worms e ransomware, por exemplo.

Segundo a Bitdefender, a cada 15 segundos, um brasileiro é vítima de fraudes pela internet. Os crimes mais comuns são a pose indevida de documentos e informações sigilosas, como dados bancários furtadas da sua rede pessoal.

Mal do século

 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: